LP Raposa Velha

R$345,00

Pré Venda – Entre em contato conosco via WhatsApp para garantir o seu disco.

  • Estado: Importado / Novo
  • Ano: 1981
  • Edição: 2021

Enviamos para todo o Brasil.

Disponível por encomenda

LP Raposa Velha é uma pérola raríssima que chega por aqui trazendo uma bela história com ela.

Como dizemos, cada disco tem sua própria história.

Você sabia que Salvador já foi uma das cidades que mais produziu música instrumental no Brasil?

Pois é, ela foi uma das maiores referências do instrumental do pais na década de 70 e 80.

Ali nasceu grandes bandas e um belo movimento musical.

Assim, como outras bandas dessa linhagem o Raposa Velha foi um notável grupo de jazz baiano.

O grupo fez parte da onda de grandes músicos e bandas baianas nos anos 80.

Lançou apenas este álbum, de forma independente, em 1981.

Mas, conseguiriam delinear entre o jazz-fusion e o jazz de vanguarda.

O seu único LP de 6 longas faixas, tornou-se uma peça muito obscura no universo jazzístico brasileiro.

O que sabemos é que até então não se tinha tradição da música instrumental por ali.

Mas, durante esse tempo, músicos e estudantes de música buscavam ir além do que se discutia em sala de aula (no caso, a Escola da Música da UFBA).

E passaram a buscar um caminho para a música instrumental deixando de ser presente somente nas ideias e reuniões tímidas entre músicos.

Essa energia ofuscada veio a se definir em meados dos anos 70.

Foi com o surgimento de três grupos que marcaram história e se tornaram referência na música instrumental: A Banda do Companheiro Mágico, O Sexteto do Beco, e o Raposa Velha.

Assim, marcaram as escalações de virtuoses e talentos absurdos em cada time.

Essas bandas foram responsáveis pelo surgimento de novos grupos de música instrumental, com dedicação absoluta à criatividade e ao experimentalismo.

Após a chegada do Axé nos anos 80 alguns músicos mudaram o foco e o instrumental teve um período de mudança.

Contudo, formado na capital baiana, chegou a XXI edição o maior Festival de Música Instrumental da Bahia, na qual existiu até 2016.

Hoje o movimento da música instrumental baiana embora de forma mais tímida, segue em sua plena fusão.

Capa: Dicinho (Jequié, BA) @mestredicinho

Peso1 kg
Formato

LP

Gramas

180 gramas

Cor do Vinil

Preto

Carrinho de compras